Dicionário Sustentável

Aterro Sanitário: Local oficial para descarte de lixo sólido não reciclado, não se trata de um “lixão” pois armazena e trata o lixo de forma a gerar menores impactos atmosféricos, no solo ou nos manancias.

Biodegradável: Substância capaz de ser digerida ou decomposta por microorganismos presentes no ambiente,  muitos materiais biodegradáveis causam baixo ou nenhum impacto negativo no solo, no ar e na água quando descartados corretamente.

Celulose: Elemento estrutural das plantas utilizado para a produção de papel para diferentes fins.

Chorume: Material líquido de cor escura derivado do lixo acumulado com potencial para poluir solos e lençois freáticos.

Coleta seletiva: Serviço público ou privado que coleta lixo previamente separado em pelo menos duas categorias: recicláveis e não recicláveis, alguns poucos postos de coleta seletiva possuem containeres diferenciados para Vidros, Orgânicos, Metais e Papeis.

Compostagem: Método natural de decomposição de lixo orgânico por microorganismos gerando adubo de ótima qualidade para uso em culturas para fins de alimentação animal e humana. O lixo urbano brasileiro é composto de mais de 60% de material orgânico.

Deserto verde: Reflorestamento extensivo que utiliza uma única espécie arbórea criando um ambiente pobre em vida animal, vegetal e microorganismos, na época da colheita destas árvores o deserto verde vira literalmente um deserto.

Fossa asséptica: Método para tratamento descentralizado de esgoto residencial, util para regiões remotas mas deve ser construído e mantido segundo técnicas precisas pois seu mau uso pode causar danos graves em lençóis freáticos e rios.

Incineração: Método de queima de lixo em fornos especiais em altas temperaturas ( quase 1000º C) para diminuir o volume do lixo sólido mas deveria ser usada apenas como em determinados resíduos contaminantes hospitalares ou biológicos. A queima de resíduos químicos derivados de petróleo e industriais pode liberar super-toxinas na atmosfera, um desastre para a vida no Planeta. Ver abaixo Usina energética.

Jacques Cousteau: Capitão Jacques-Yves Cousteau deixou sua marca para sempre no planeta e nos oceanos. Quando Cousteau e sua equipe embarcaram a bordo do Calypso para explorar o mundo, ninguém sabia sobre os efeitos da poluição, sobre-exploração de recursos e desenvolvimento costeiro. Os filmes de aventuras do Calypso chamou a atenção do público para as consequências ambientais potencialmente desastrosas de negligência humana. Cousteau, através de sua vida e sua obra, era um importante agente da preservação ambiental.

Em 1956, o explorador aquático Jacques Cousteau levou a vida do oceano para as telas de televisão de uma forma jamais vista. Ele descobriu vida nos recifes de corais e nas camadas mais fundas do oceano. Seu trabalho inspirou gerações de mergulhadores e biólogos marinhos. Seus documentários pioneiros foram possíveis somente por causa das suas descobertas tecnológicas. Cousteau foi essencial no desenvolvimento dos equipamentos de mergulho, câmeras subaquáticas, minisubmarinos e uma vila submarina.

Frases de Jacques Cousteau
“Ao longo da história, o homem teve de lutar contra a natureza para sobreviver; neste século, ele está começando a perceber que, para sobreviver, ele deve protegê-la. ”

“A água e o ar, os dois fluidos essenciais para toda forma vida, tornaram-se latas de lixo globais.”

“Nós estamos vivendo em uma sucessão interminável de absurdos impostos pela lógica míope de pensar a curto prazo.”

“O que é um cientista, afinal? É um homem curioso que olha através de um buraco da fechadura, o buraco da fechadura da natureza, tentando saber o que está acontecendo.”

“O mar, o grande unificador, é a única esperança do homem. Agora, como nunca antes, a velha frase tem um significado literal: estamos todos no mesmo barco.”

“A humanidade provavelmente fez mais dano à Terra no século 20 do que em toda a história humana anterior.”

“Eu disse que os oceanos estavam doentes, mas eles não vão morrer Não há morte possível nos oceanos -. Sempre haverá vida – Mas eles estão ficando mais doentes a cada ano”

“A verdadeira cura para os nossos problemas ambientais é entender que o nosso trabalho é para salvar a Mãe Natureza. Estamos enfrentando um inimigo formidável nesse campo. São os caçadores … e convencê-los a deixar suas armas na em casa está muito difícil. ”

Lixões, lixão: Tradição brasileira para descarte clandestino de lixo sólido urbano, presente na grande maoria de municípios do país com graves consequencias sociais e ambientais, a cena com pessoas vivendo da coleta de lixo nestas áreas é uma vergonha nacional.

Papel Kraft: Papel de cor parda com alta resistência fabricado com celulose sem fibras recicladas mas sem processo de branqueamento.

Papel Reciclado: Papel fabricado com alguma porcentagem de papeis reutilizados

Papel Reciclável: Todo o papel sem compostos plasticos ou outros materiais empastados pode ser potencialmente reutilizado para fabricação de papel reciclado, mas esta expressão engana muita gente pois não quer dizer que este papel tenha qualquer cuidado com a natureza, apenas é é potencialmente reciclÁVEL. Não confundir com o papel efetivamente reciclado.

Pasta de celulose: Composto obtido pela extração da celulose do tronco de árvores, matéria prima fundamental para produção de papéis.

Queimada: Metodo primitivo de preparação de terrenos para plantio ou pastos, seu uso indiscriminado causa prejuízos incalculáveis desde o descobrimento do Brasil, mata microorganismos, flora e fauna locais causando poluição atmosférica e empobrecendo a terra para as futuras gerações.

Pinus: Nome comercial de várias espécies de Pinheiros utilizados para reflorestamentos extensivos para produção de papel. (ver deserto verde)

Reciclagem: Transformação de objetos usados em novos materiais ou usos, ação muito importante, mas a diminuição do Concumo ou Consumo Consciente é ainda mais eficaz para evitar a degradação dos recursos do Planeta.

Recursos naturais: Produtos da natureza com potencial para consumo ou uso como matéria prima que deveriam ser usados para o benefício das populações locais e sempre de forma sustentável.

Recursos não-renováveis: Produtos naturais que depois de extraídos ou utilizados não são repostos pela natureza e menos ainda pelo homem, ex:  petróleo, ferro, bauxita, ouro.

Recursos renováveis: Recursos que podem ser reproduzidos naturalmente ou mediante ação do homem, ex: água, energia solar, eólica, árvores.

Resíduo: Lixo e tudo o que sobra depois de seu uso.

Usina Energética: Método de incineração de lixo orgânico e contaminado para gerar energia elétrica com a força do vapor. Atualmente, no Brasil, existe apenas um projeto comercial desenvolvido pela UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro: a Usina Verde.

Autor: Luiz Pryzant

http://www.sopadeletrinhas.com.br

No Comments.

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)